Da criação da modalidade, participação nas olimpíadas e também do início da prática no Brasil, conheça a história e as regras do críquete.

Você sabia que existe um esporte em que uma partida pode durar até 5 dias? Essa é apenas uma das modalidades do críquete.

A História do Críquete

Antes do críquete ou criket, esse esporte começou com o nome de atoolball, onde era praticado pelos nobres do país britânico. Ao longo dos anos, o esporte começou a ganhar destaque e suas regras, apresentando o primeiro esboço de regras em meados de 1780, ainda sofrendo atualizações nos dias de hoje.

Essas mudanças de regras foram um dos motivos que os tiraram da principal competição entre os esportes(, as olimpíadas). Em 1900, durante as Olimpíadas de Paris, o críquete se tornou um esporte olímpico. Para os fãs do esporte, infelizmente não durou muito tempo, justamente por não se ter uma regra universal.

Um dos esportes mais populares do mundo

Enervante e emocionante, esse é o críquete

Você já deve ter ouvido essa frase que está acima quando se fala de críquete, mas como um dos esportes mais populares do mundo foi retirado da grade dos jogos olímpicos?

O críquete, desde sempre, teve uma adesão muito grande nos países em que foi praticado. O problema mais enfrentado é a falta de adesão de países que não conhecem muito bem o esporte.

Os países onde essa modalidade tem maior destaque são os que tinham ou têm contato direto com a Inglaterra. Os dois principais países em que o críquete é praticado, fora do país britânico, são a Índia e o Paquistão.

O esporte no Brasil

Assim como os dois principais países adeptos ao esporte, o Brasil começou a sua jornada com o críquete justamente pela ligação com os residentes ingleses do país. Um dos primeiros campos para a prática existia na casa da Princesa Isabel, onde se tinha uma busca de contato com a monarquia inglesa através dos jogos.

Mesmo que após alguns anos o campo tenha mudado para a prática do futebol, a Associação Rio Críquete em Niterói construiu um campo para os adeptos, realizando o primeiro campeonato nacional de críquete em 1898, um ano após a inauguração do campo.

Algum tempo depois, o esporte se ramificou e alcançou outros estados do país. No ano de 1899 em Salvador, o esporte conseguiu mostrar força, criando o Clube Internacional de Criket, e o Criket Club Vitória que viria a se tornar o Esporte Clube Vitória, mais conhecido no futebol e pólo aquático.

Como se joga o críquete?

Tacos, caneleiras e algumas regras

Com 11 jogadores em um campo de formato oval, uma partida pode durar até 5 dias. São três formatos principais: T2 (3h), One-Day (8h) e o Test Cricket (5 dias).

Em todos os formatos, o objetivo principal do esporte é marcar mais corridas que o adversário. A corrida só é contada quando o time de defesa consegue acertar as casinhas, ou wicket, enquanto os jogadores de ataque, no caso os rebatedores, estão no movimento de corrida do ponto A para o ponto B. Cada vez que a casinha for derrubada, o jogador que está com o taco é eliminado da partida. 

Para os rebatedores, além da movimentação de corrida, outra forma de pontuar é rebatendo a bola. Com a bola indo no limite do campo, o time de ataque pontua quatro corridas. Agora, se a bola for além do perímetro, os rebatedores ganham seis corridas, a maior pontuação do esporte.

 

Compartilhar Facebook Compartilhar WhatsApp Compartilhar Telegram