Com brasileiros e centroavantes lendários da competição sulamericana, veja lista de jogadores que mais marcaram gols na Copa Libertadores.

A maior competição da América Latina, a Copa Libertadores tem suas marcas históricas. Hoje o Campeonato Brasileiro vai te trazer os 10 maiores artilheiros da competição.

Mesmo com muitos títulos para o futebol brasileiro, apenas dois artilheiros fazem parte desse grupo seleto de camisas 9. Veja o ranking e dos jogadores:

O quarteto dos 29 gols (10° ao 7°)

Gabriel Barbosa comemorando gol contra o Grêmio
Gabriel Barbosa comemorando gol contra o Grêmio

Anthony de Ávila - 29 gols

O atacante colombiano marcou gols por duas equipes, mas tem a maior temporada de sua história no América de Cali. Na Libertadores de 1996, o Pitufo, como era conhecido, marcou 11 gols em 14 jogos na competição.

Juan Sarnari - 29 gols

O atacante argentino começou sua jornada em 1966 no River Plate. Depois disso ele ainda passou por outros três times, sempre deixando seus golzinhos.

Luizão - 29 gols

O primeiro brasileiro a aparecer nessa lista é o artilheiro do Vasco, Corinthians, Grêmio e São Paulo, o craque Luizão. A melhor temporada dele foi com a camisa do Coringão, quando fez 15 gols em 12 jogos na Libertadores de 2000.

Gabriel Barbosa - 29 gols

O camisa 10 do Flamengo já tem suas marcas históricas. Ao lado de Luizão, ele é o maior artilheiro da competição. A melhor temporada dele foi a de 2021, quando marcou 11 gols em 13 jogos. Gabigol tem a chance de se tornar o maior artilheiro brasileiro da Libertadores na edição de 2023.

A dupla dos 30 (6° e 5°)

Lucas Pratto comemora gol contra Bolívar na Libertadores
Lucas Pratto comemora gol contra Bolívar na Libertadores

Julio Morales - 30 gols

O atacante uruguaio jogou 10 temporadas com a camisa do Nacional do Uruguai. Mantendo a longevidade, o jogador conseguiu alcançar a marca de 30 gols na história da competição.

Lucas Pratto - 30 gols

O camisa 9 do Vélez Sarsfield tem uma história boa aqui no Brasil. Sete dos seus 30 gols foram marcados com a camisa do Atlético Mineiro entre 2015 e 2016. O atacante também tem 10 temporadas na conta e sua história de longevidade o ajuda a compor a lista.

O quarto lugar

Daniel Onega posando para foto de divulgação do River Plate
Daniel Onega posando para foto de divulgação do River Plate

Daniel Onega - 31 gols

O lendário jogador do River Plate tem 31 gols em apenas 4 temporadas em que jogou a Copa Libertadores. A sua principal participação veio em 1966, quando o artilheiro fez 17 gols em 20 partidas disputadas. 

O pódio dos artilheiros

3° Pedro Rocha - 36 gols

Pedro Rocha disputando a bola em uma partida contra o Goiás pelo campeonato brasileiro
Pedro Rocha vestindo a camisa do São paulo uma partida contra o Goiás

Histórico no Peñarol, reverenciado no São Paulo e com uma passagem pelo Palmeiras e Coritiba, o meia atacante Pedro Rocha ocupa o terceiro lugar do pódio de artilheiros da Copa Libertadores.

O maior número de gols ele fez com a camisa do Peñarol, somando 25 dos 36 gols feitos na competição.

2° Fernando Morena - 37 gols

Fernando Morena comemorando uma vitória do Peñarol na Libertadores
Fernando Morena comemorando a vitória do Peñarol em noite de Libertadores

Outro uruguaio marca presença aqui. Fazendo 37 gols, o centroavante jogou suas 10 temporadas de Libertadores com a camisa do Peñarol.

Sua melhor temporada na competição foi no ano de 1975 quando, em apenas seis jogos, ele marcou oito tentos. Ele já havia marcado sete gols na temporada anterior pelo clube uruguaio também.

1° Alberto Spencer - 54 gols

Pedro Rocha posando para foto divulgação do Peñarol
Alberto Spencer, o maior artilheiro da Copa Libertadores

Com 11 temporadas jogadas, Alberto Spencer marcou seus 54 gols. Marcando 48 gols com a camisa do Peñarol, onde ganhou 3 Libertadores também, o jogador fez sua história na competição.

O centroavante tem algumas temporadas de destaque, a primeira foi em 1960 quando fez 7 gols em 7 partidas, a segunda foi quando fez 6 gols em 6 partidas no ano de 1962. As outras duas temporadas, uma em 68, quando o craque fez 10 gols em 14 partidas, e a quarta grande temporada foi em 1070, quando ele fez sete gols em 10 partidas.

 

Compartilhar Facebook Compartilhar WhatsApp Compartilhar Telegram